ARQUIVO MUNICIPAL DO PORTO – PORTUGAL

DOCUMENTO DO DIA: CONVITE PARA JANTAR – A BRASILEIRA – Acesso:

http://gisaweb.cm-porto.pt/units-of-description/documents/43377/?q=cafe+do+brasil

A Brasileira : Teles & C.ª : casa especial de café do Brasil

Documento/Processo, 1985 – 1985

PT-CMP-AM/COL/EPH/D.EPH:CAL.1290

Calendário para o ano de 1985, com reprodução de postal ilustrado de 1902, publicitando os estabelecimentos A Brasileira, em Lisboa e no Porto.

Aulas ministradas no Curso Biblioteconomia e Ciência da Informação – DEDIC – FFCLRP – Universidade de São Paulo

Programa 5962130 – Leitura do Café: fenômeno da informação e processos de pesquisa documental – 02

Ilustrações em https://drive.google.com/file/d/1srlg4JWhTkQaH1GCKr-ZcLB_svzQxXx0/view

https://drive.google.com/file/d/1AwWHfToVnksBT-cdzjCi_1peBNGO1ZW4/view

Ilustrações sobre o Café. Nanquim. 21X29,7 cm. Autoria: Silvia Maria do Espírito Santo

Da rua ao museu: a leitura do Café

Propaganda difundida em Portugal. Casa Brasileira, um Café , foi referência em cidades européias. Fonte: ADP. 2015. http://www.adporto.pt/
Av. do Café de Ribeirão Preto. A cidade foi importante produtora e exportadora do século XIX e XX. As marcas continuam da cultura vagam pelos muros, pequenos estabelecimentos, entre pés de café plantados na avenida onde guardam lembranças dos trabalhadores das antigas fazendas. Fotos: SMES, 2011.
Representação visual o Museu do Café Cel. Francisco Schmidt, um jovem imigrante alemão qeu tornou-se referencia com o título de Barão do Café. O Museu encontra-se fechado há três anos. É abrigado pela casa de Schmidt, antiga Casa Grande, no complexo cafeeiro tombado pelo estado. A administração do museu é de responsabilidade da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, apesar de compor o Patrimônio Cultural da Universidade de São, Campus de Ribeirão Preto. Foto: SMES, 2011.

Museu Histórico de Ribeirão Preto

Planta do Museu Histórico e de ordem geral Plínio Travassos dos Santos. Museu do Café Cel Francisco Schmidt. Ambus ficam situados no Campus da Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto. Este museu é de responsabilidade administrativa da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.
Cel. Francisco Schmidt. Foto do Acervo do Arquivo do Centro de Memória da Unicamp.

Planta do Museu do Café Cel Francisco Schmidt, Campus da Universidade de São Paulo. A USP não tem nenhuma responsabilidade na administração dos dois museus que pertencem à Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

Antiga Sede da Fazenda Monte Alegre. Atualmente abriga o Museu Histórico Plínio Travassos dos Santos, de Ribeirão Preto, Campus da Universidade de São Paulo. A Prefeitura Municipal da cidade é a responsável pelo Museu, que não pertence à USP.

JOGOS NOS TRILHOS DO CAFÉ

EDUCATIONAL PRODUCTS

Game “On the Rails of Coffee”

Profa. Dra. Silvia Maria do Espírito Santo

Faculty of Philosophy, Sciences and Letters of the University of São Paulo

TABLE 1. Elements of strategy and composition: Board Project

Final objectives: Educational formation through didactic game
Collective experience of students of both public and private schools
Ages between 5-12 years
Main concepts:
Spatiality:
Territories-Regions-Local
Farms, fields, machine house, warehouse, colony
Station, railway and Ship
Santos City Port
Economy
Production Agriculture and the history of coffee / Driving force /
Social classes relationship within the coffee production
Coffee Processes: Plantation, Production and Processing, Bagging, transportation
Market
Coffee consumption
Trajectories in the game
Paths or circuits of the game characters, characters from coffee’s history
Location design, transportation and difficulties
Starting point: Farms. Arrival: Santos City Port
Driving force: water, human mechanics and electricity
Transportation: Mowing, wagons and trains and ship
Climatic Adversities
Investment and bank credit
Production – quantity – quality


Realiza-se,na Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto, a Feira das Profissões de 2019, sob coordenação da Comissão de Cultura e Extensão e, com isso, há demanda que descrevo no blog acadêmico relativo ao produto educativo desenvolvido parte no Universidade do Porto, sob orientação do Prof. Armando Malheiro da Silva

O jogo sobre a História do Café, baseado no Code Monkey, ocorre no ano de 1900. A ação ocorre em quatro fazendas e três personagens: o fazendeiro e dois trabalhadores livres. O objetivo é chegar ao porto de Santos. As dificuldades enfrentadas são relativas à economia, ao clima, à produção e ao incentivo governamental. As facilidades são surpreendentes!

O jogo foi desenvolvido com apoio da Escola do Inventor, Arinara Ornaghi, bolsista PUB da BCI da FFCLRP e setor do Audiovisual da FFCLRP.