Da rua ao museu: a leitura do Café

Propaganda difundida em Portugal. Casa Brasileira, um Café , foi referência em cidades européias. Fonte: ADP. 2015. http://www.adporto.pt/
Av. do Café de Ribeirão Preto. A cidade foi importante produtora e exportadora do século XIX e XX. As marcas continuam da cultura vagam pelos muros, pequenos estabelecimentos, entre pés de café plantados na avenida onde guardam lembranças dos trabalhadores das antigas fazendas. Fotos: SMES, 2011.
Representação visual o Museu do Café Cel. Francisco Schmidt, um jovem imigrante alemão qeu tornou-se referencia com o título de Barão do Café. O Museu encontra-se fechado há três anos. É abrigado pela casa de Schmidt, antiga Casa Grande, no complexo cafeeiro tombado pelo estado. A administração do museu é de responsabilidade da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, apesar de compor o Patrimônio Cultural da Universidade de São, Campus de Ribeirão Preto. Foto: SMES, 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s